Resquícios

crônicas do cotidiano, resenhas mirabolantes & um tonel de sentimentos

Olá você do lado dai!

Sou a Luciana, mas pode chamar de Lu, artista de hand lettering, blogueira, ilustradora, designer e artesã, viciada em pinterest, café, chá de maça, Harry Potter e BTS. Tem uns textos meus por ai desde 2010.

Leia Também

lembranças de uma primavera


Poderia ter sido apenas mais um dia qualquer, poderia ter sido apenas mais uma primavera, poderia ter sido apenas mais um setembro, poderia, mas não foi. Quando sai de casa naquela manhã de 10 de setembro nunca pensei que você desabrocharia na minha vida ou eu na sua, ainda não sei bem ao certo o que aconteceu. 

Quanto te vi sentado na minha mesa de fundo preferida, no meu café preferido eu quase surtei o que fez com que eu esbarrasse na primeira pessoa que passou na minha frente fazendo com que tomasse um banho de café com uma gotas de menta pelo cheiro que inundou o local, estava tão irritada que nem ao menos me desculpei, nem ao menos olhei para pessoa enquanto você apenas me olhou com esse furacão castanho a qual chama de olhos e sorriu, debochadamente devo dizer. 

Sentei em frente ao balcão e pedi o de costume, mas ele não tinha o mesmo gosto, faltava algo, faltava o meu lugar, lembra-se do que aconteceu? Lembro que levantei pisando duro como você costuma dizer e fui direto ate você esse é o meu lugar, você nem me olhou apenas falou não me diga? com aquele sorriso mais que debochado, então fiquei pensando como alguém poderia ser tão desaforado, era para ter sido mais uma primavera qualquer, mas não foi, você pegou o mal habito de se sentar na minha mesa todos os dias só para me deixar furiosa, ate o dia que resolvi me sentar com você. 

Os dias foram passando e as conversas se tornaram mais cúmplices e eu me tornei refém de seus olhos, me distrai tão facilmente entre um sorriso e outro que por diversas vezes apenas balancei a cabeça em sinal de afirmação sem nem ao menos saber do que se tratava o assunto. A primavera chegou ao fim e junto com ela você se foi, para onde eu não sei, como um dente de leão você se foi com o vento para não mais voltar, quem sabe um dia nos encontremos em outras primaveras, por enquanto me contento com a lembrança daquela primavera.

Comentários

  1. Que coisa bonita de se ler logo assim pela manhã.
    Floreou meu dia. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que lindeza Mila, fico muito feliz que tenha gostado viu, beijos!!

      Excluir

Postar um comentário

Se quiser saber qual foi minha resposta ao seu comentário clique em "notifique-me", assim podemos conversar conversar melhor ♡

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *