Resquícios

crônicas do cotidiano, resenhas mirabolantes & um tonel de sentimentos

Olá você do lado dai!

Sou a Luciana, mas pode chamar de Lu, artista de hand lettering, blogueira, ilustradora, designer e artesã, viciada em pinterest, café, chá de maça, Harry Potter e BTS. Tem uns textos meus por ai desde 2010.

Leia Também

tem chovido aqui dentro

Já faz um tempo que ando assim. Sozinha. No meio a escuridão. Tem chovido aqui dentro, e não tem sido pouco, há tanta água aqui que se transbordasse seria bem capaz de causar um enchente de proporções catastróficas, e acredite isso não foi exagero. Há tempos que não enxergo o sol, eu não vejo uma luz no fim do túnel, há tempos que vivo no meu vazio interior. Não me lembro muito bem em que altura da vida me deixei cair nesse abismo e para ser bem sincera não tenho me esforçado muito para sair dele e olha que sei ser possível realizar isso. No fundo, me deixei levar pelas circunstâncias, sem noção de tempo e espaço, apenas deixei que o mundo me levasse sem olhar o buraco a minha frente.
Nunca fui lá o tipo de pessoa sociável, mas também não era lá uma estranha. O mundo me conhecia apesar de não me enxergar. Tem chovido aqui dentro. Sinto como se estivesse sendo sufocada, como se a qualquer instante eu fosse me afogar dentro de mim sem que a pessoa ao meu lado percebesse. Esse é o preço que se paga por viver mais dentro de si do que para fora. Errado? Talvez, mas foi nisso que me transformei, num oceano escuro, sozinho e frio em meio a tantas pessoas. Essa sou eu. Me julguem se quiserem, mas já vou logo avisando que não fará diferença.

Eu já não me importo.

Já não me importo de que hoje possa ser meu último dia. Já não me importo de que passei do meu ponto e terei que fazer meu trajeto de novo. Já não me importo. A chuva tem me engolido aos poucos, mas já faz tanto tempo que já estou com água na cintura. Isso deve significar algo, certo? Bem o que posso fazer, temos da vida aquilo que buscamos ter e por mais que a saída esteja logo ali gosto de onde estou e é aqui que quero ficar, talvez lá, no fundo, eu acredite que serei resgatada por um príncipe em seu cavalo branco (ou navio) quem sabe, mas esses clichês hollywoodianos fazem mais o estilo dos outros e não o meu.

Tem chovido aqui dentro. Já faz dias. Meses. Anos. O mundo já é mais o mesmo e nem eu. Aos poucos me entreguei a solidão. Ao frio. Ao vazio. Na esperança de que um dia o sol voltasse a brilhar sozinho, sem que eu precisasse me esforçar. Mas ele nunca veio e eu não sei mais viver na luz. Deixei a escuridão me engolir, me entreguei a água, ao oceano, pois hoje entendi que essa é a única maneira de fazer a chuva parar.

Comentários

  1. Belíssimo texto, me identifiquei bastante. Tenho experiência em me afogar na solidão. E por mais revolto que seja nossos mares, quem observa na beira da praia não faz ideia do poder da ressaca.
    Adorei o estilo da escrita. Impecável.

    http://www.umavidaemandamento.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Nossa que texto profundo.
    Hoje essa não é mais a minha realidade mas sim já passei por esse afogamento também.
    Texto triste porém muito lindo!

    ResponderExcluir
  3. Texto incrível e carregado de sentimento.
    Acho que todo mundo já passou por um momento desses, quem não passou ainda vai passar e essa é a vida. Seus altos e baixos nos trazem mas também tiram essa luz. Única coisa que nos resta é lutar mas não, não tem nada de errado com permanecer deitada mais um segundo, permanecer no escuro mais um instante. Tudo no seu próprio tempo...

    Ray e os Dezoito

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post! Estou a seguir-te, podes seguir o meu? :)

    www.aflormaria.blogspot.pt

    beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Oi, muito intensa sua escrita me vi em muitas partes deste texto durante algumas fases da minha vida, concordo contigo quando diz que se entregar a água é a única maneira de fazer a chuva parar, pode parecer loucura mas realmente só quando chegamos ao fundo e olhamos nosso interior depois de toda dor sentida e entendida é que podemos voltar a superfície, eu desejo muito luz pra vc, bjs.

    ResponderExcluir
  7. Às vezes não temos forças para sairmos do abismo que habita dentro de nós, não sabemos e não conseguimos nos reerguer, o vazio toma conta de nós; é um sentimento angustiante, mas que pode ser muito comum, infelizmente.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Uau! Que texto forte...Você escreve muito bem.
    Muitas vezes nos falta força para sair da escuridão mesmo, me identifiquei bastante, obrigada por compartilhar.

    https://aaquariana.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  9. Texto forte, profundo e triste...
    Um alerta importante
    Gostei do seu post!
    Bjs
    www.maeliteratura.com.br

    ResponderExcluir
  10. nossa que profundo o que escreveu! bem fática no que disse! amei demais, vou voltar mais vezes! bjus

    ResponderExcluir
  11. Acho que eu nem tenho a palavra certa pra descrever o texto, ele me tocou bem no fundo.Lindo,porém triste..como se estivesse colocando pra fora todo o vazio que há. Parabéns!! E sucesso!!

    ResponderExcluir
  12. Lindo, sensível, triste e profundo. Uma mistura de sensações e sentimentos, exatamente como você deve ter se sentido ao escrevê-lo. Acho que boa parte do que escrevemos, reflete um pouco da nossa vida pessoal. Posso estar errada, mas o que queria te dizer é que a vida é linda, que precisamos largar o lado de vítima e reagir, sim. Parabéns pelo texto e pela mensagem. Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá Luciana,

    Muito profundo o seu texto e escrita, gostei da desenvoltura que você escreve o texto e vim te fazer um convite para escrever um texto em meu blog. O que você acha? Você escolhe o tema que quiser.. me escrva: fernandadeoliveirabrito@gmail.com

    Um beijo,

    My Pure Style x My Instagram x My Facebook 

    ResponderExcluir
  14. Que texto profundo. Acho tão lindo pessoas que escrevem assim. Eu me vi muitos momentos no texto , e acho que quando o escritor faz isso é por que ele é bom, tocar as pessoas com as palavras ou fazer elas se lembrarem de algo, alguém ou até a si mesmo. Parabéns!!

    ResponderExcluir
  15. Que texto forte e triste, mas ao mesmo tempo verdadeiro. Acho que todo mundo já passou por uma vibe assim, mas o mais importante é que tudo passa, inclusive esses sentimentos ruins.

    ResponderExcluir
  16. Caramba que texto intenso e profundo, me tocou pois acredito que todo texto tem um q de verdade e senti a agonia de alguém que esta triste. O bom que na vida tudo passa inclusive esses momentos ruins.

    ResponderExcluir
  17. Adorei o blog :) Vou seguir e voltar!

    Beijinhos *
    http://gestoolharesorriso.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Se quiser saber qual foi minha resposta ao seu comentário clique em "notifique-me", assim podemos conversar conversar melhor ♡

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *