Resquícios

crônicas do cotidiano & resenhas mirabolantes

Olá você do lado dai!

Sou a Luciana, mas pode chamar de Lu, artista de hand lettering, blogueira, ilustradora, designer e artesã, viciada em pinterest, café, chá de maça, Harry Potter e BTS. Tem uns textos meus por ai desde 2010.

Leia Também

meu corpo minha casa, rupi kaur


Com uma poesia nua e crua Rupi Kaur nos leva a uma jornada de reflexões através da intimidade e sentimentos mais profundos em Meu Corpo Minha Casa. O livro, como todos os outros da autora, é dividido em quatro partes: mente, coração, repouso e despertar. Partes estas que nos preenche com diversos poemas que falam sobre depressão, abuso infantil, feminismo, capitalismo, política, amor, relações humanas, imigração, produtividade e diversos outros temas. 

depois de tanto tempo separados meu corpo e minha mente enfim voltaram a se encontrar

você põe tudo a perder quando não ama primeiro você

Dos três livros da Rupi que já li esse é o mais cru, aqui não tem muita subjetividade poética e você consegue perceber seus temas e moral nitidamente. Apesar de Meu Corpo Minha Casa soar como um pequeno desabafo às vezes, o livro faz com que você olhe para dentro de si e comece a refletir sobre sentimentos e decisões tomadas ao longo de sua vida.

Não é uma leitura totalmente leve, os poemas que tratam sobre abuso infantil são um pouco complicados de assimilar o que casa ainda mais com a proposta da autora, é um livro para abrir — mesmo que subjetivamente — os olhos para assuntos tão importantes que precisam ser falados. Ela fala muito sobre produtividade, sobre autocobrança e cobranças externas, foi uma das partes que mais me identifiquei, isso de ficar exigindo muito de você, de ter que produzir sem parar e o tempo todo, algo que tem nos desgastados sabe? Seus poemas nos fazem refletir sobre isso e nos perguntar se realmente vale a pena. Outro ponto que achei interessantíssimo foi sobre a questão da imigração e como eles são tratados, como são as condições de trabalho, apesar de os poemas serem relativamente curtos você consegue captar bem a essência e sentimento do que é retratado pela autora naquele momento.

eu vou ficar quieta na hora em que dissermos abuso sexual e os outros pararem de gritar mentirosa

cada um pode trabalhar no seu ritmo e ser bem-sucedido mesmo assim

produtividade não é a quatidade de trabalho que faço num dia e sim como equilibro aquilo de que preciso para viver com saúde

É um livro repleto de sentimentos que fala sobre sentimentos, sobre nós enquanto seres humanos e sobre nossos relacionamentos, incluindo os abusivos, que nem sempre são amorosos viu, família e amigos estão inclusos. Meu Corpo Minha Casa é um livro incrível e não só merece como deveria ser lido por todos, mas, apesar disso quero alertar que tenham autocuidado ao ler, como eu disse ali em cima não é uma leitura de toda leve, seus poemas trazem uma mistura de sentimentos muito intensos então é importantíssimo que você esteja bem mentalmente ao lê-lo. 

Em Meu Corpo Minha Casa é tudo mais cru, mais nítido, se você não estiver em um bom momento por conta de tudo que vem acontecendo, não leia, deixe para quando estiver melhor e mais confortável, pois é um livro que pode sim — mesmo que levemente — desperta alguns gatilhos e precisa ser consumido com responsabilidade.

ter ansiedade é como estar pendurada no topo de um prédio

meu corpo minha casa, outros jeitos de usar a boca, o que o sol faz com as flores rupi kaur

Talvez isso faça com que muitos desistam da leitura — e por favor não desistam — mas eu precisava alertar sobre isso, não me sentiria bem se não falasse. 

Por fim, Meu Corpo Minha Casa é um livro incrível e sua leitura é muito esclarecedora e reflexiva, e vale muito a pena, mas, sou suspeita de falar já que sou uma grande fã dos poemas da Rupi. Se você já leu me conta aqui o que achou, e se ainda não já coloca na sua listinha porque a leitura é valiosa.

Comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *